sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Sim nós temos um site!!

Postado por Thábata Dantas 0 comentários
 Pode não parecer, mas ter um site de casamento pode te auxiliar bastante no casamento.

Tem gente que não gosta, acha que é muita exposição, que todos vão ficar fofocando, até mesmo os excluídos da lista, tem esse lado, mas não é bem por aí. Com o site é possível fazer o RSVP, receber presentes e passar informações aos convidados.

Além de possuírem vários sites grátis, com ferramentas limitadas é verdade, mas o principal está lá o RSVP, o item mais importante e indispensável na organização do casamento.

Na minhas pesquisas pela internet achei o Wedding Wire, nele o site é totalmente grátis e vocês pode colocar quantas páginas quiser, tem vários recursos e templates! Muito legal, eu estou adorando.

Com o site eu posso colocar um pouco da nossa história, algumas fotos, o endereço do local da cerimônia e da recepção, além dos fornecedores que eu Bridezila ainda não quero divulgar. Hehehehe...

Então espero que vocês gostem do nosso humilde site e se animem a fazer o de vocês!!

Convite de Casamento

Postado por Thábata Dantas 0 comentários
Por Antonio Prata
Publicado na Revista Wish

O que eu posso te dizer, Joana? Desculpa? Foi mal? Insistir que você é uma amiga querida? Que eu te adoro? Mas de que adianta, agora que o casamento já passou e você não foi convidada?

Joana, você não sabe a confusão que é organizar um casamento. Se eu fizesse tudo de novo, além de uma wedding planner, teria contratado um diplomata, um egresso do Itamarati, formado em acordos e desacordos comerciais em Davos, Doha e Washington, só para administrar as complexas relações envolvidas na produção da festa. Nas mãos do meu private Barão do Rio Branco, jogaria a mais espinhosa das tarefas: a elaboração da lista. Ah, Joana, o coração é grande, mas a grana é curta, as famílias são numerosas e como vamos espremer todo mundo debaixo do mesmo toldo, com o preço do metro quadrado?!

Eu tinha cá pra mim que o casamento era uma celebração para a qual você chamava as pessoas mais queridas que havia trombado durante a vida. Mais ou menos como um final de novela, em que todos os núcleos se encontram e brindam, numa grande festa. Antes de chegar nas escolhas afetivas, contudo, tem a lista obrigatória. As famílias, dos dois lados: tios, tias, primos, primas. Sem contar os maridos, esposas, namorados e namoradas, de todo mundo. (E hoje em dia, você não acredita, Joana, até primo de onze anos tem namorada). Só aí, minha cara, já foram quase 60% dos bem-casados. Depois, vem o pessoal do trabalho. E o pessoal do trabalho antigo. Quando você vai ver, sobraram 20 convites para os amigos e uns 30 abacaxis no seu colo. Quem é mais importante? O Pedro, que foi meu melhor amigo da primeira à oitava série, mas que hoje vejo muito pouco? Ou o Marcos, que conheço há apenas seis meses, mas em cuja casa jantei na penúltima quinta? E como fazer para chamar só três do futebol, que eu jogo toda a quarta-feira? Se convidar um, tem que convidar os 11, que são 22, com as esposas, e 29, com os filhos. Não dá pra convidar algumas pessoas e pedir sigilo absoluto: dizer, “ó, queridão, vou casar escondido em janeiro, ninguém tá sabendo, por favor, não espalhe. Seria ridículo e, pior, inútil.

Joana, veja a que ponto cheguei: um mês antes da festa, ao saber que o relacionamento de um casal de amigos não ia muito bem, peguei-me torcendo para o divórcio. Assim, não precisaria convidar o marido, de quem nunca havia sido muito próximo, e teria mais uma cadeira vaga, para ser preenchida por alguém que eu escolhesse. (Alguém solteiro, evidentemente, posto que apenas um lugar teria sido liberado).

Se isso serve de consolo, te digo que seu nome sobreviveu, incólume, a três carnificinas. E foi só no último corte da lista – quando um tio-avô de Pelotas resolveu convidar-se, trazendo com ele a tia avó, seis filhos e uma primaiada sem fim – que você saiu. Pois, Joana, por mais querida que você seja, há de entender: é uma amiga avulsa. Nós nos conhecemos naquele acampamento Carroção, em 1987. Era melhor tirar você do que partir uma turma ao meio, do que separar maridos e esposas, pais e filhos, laterais de centroavantes, compreende? Não, talvez você não compreenda. Que que eu posso fazer?

Ah, Joana, se eu casasse de novo, desistia de chamar a turma do futebol, nunca mais aparecia para jogar e chamava você. Pronto. Mas agora é tarde, Inês é morta, ou melhor, ficou de fora da festa. Espero que, como reparação, você aceite esta crônica e o convite antecipado para as bodas de prata, a realizarem-se em junho de 2035, em local ainda a definir. Pode levar seu marido, seus futuros filhos e netos, caso os tenha, e mais meia dúzia de amigos à sua escolha. Desculpa, Joana. Foi mal. Você é uma amiga querida e eu te adoro. Que mais posso te dizer?

Antonio Prata é escritor. Nasceu em São Paulo em 1977. Publicou alguns livros de contos e crônicas, entre eles "Meio Intelectual, Meio de Esquerda" (Ed. 34), e escreve no caderno Cotidiano da Folha às quartas-feiras.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

E A ALICE RESOLVEU CASAR COM O CHAPELEIRO MALUCO

Postado por Thábata Dantas 1 comentários
Como um casamento de pessoas completamente desconhecidas e tão fora do comum pode mexer tanto comigo.(?)

Essas são as fotos do casamento da Marília e Rodolfo que se casaram em Maringá-São Paulo com casamento temático, inspirado nos contos de fadas da Disney, mas precisamente da Alice no país das maravilhas.

Devo deixar bem claro que eu não sou muito fã de casamento temáticos, mas esse me surpreendeu por todos os elementos usados, vários que eu sempre pensei em agregar no meu casamento.

Desde o love story deles até a música escolhida para o trailer e a primeira dança tudo teve um significado e o toque de personalidade do casal. Não vou mais me estender e deixo vocês admirando o lindo trabalho de Decoração realizado por Martins Decorações e de Fotografia Studio Mansano feito nesse casamento de conto de fadas.

























SERÁ QUE EU ACERTEI?!

Postado por Thábata Dantas 1 comentários
Você achou o profissional ideal para o dia do seu casamento, o vestido dos seus sonhos e os agarrou com unhas e dentes, mas passou um tempo eu continuo você continua vendo coisas do casamento e não sabe mais se realmente fez a escolha certa.


As vezes fechamos no impulso, outras demoramos meses para decidir, mas sempre se tem dúvidas, será que foi a escolha certa, será que o outro profissional era melhor, ou será que se eu tivesse mandado fazer esse vestido sairia mais barato, será esse realmente o modelo dos sonhos.(?)

Uma amiga querida, que já se casou há muitos anos, 3 anos me disse uma coisa que por mais difícil que tenha sido para mim estou tentando cumprir a risca, SE JÁ ESCOLHEU ALGUM ITEM DO CASAMENTO, VIRE A PÁGINA E NÃO VEJA MAIS NADA SOBRE AQUILO.

Isso é bem difícil ainda mais se tratando de mim fotógrafos, pois sempre iremos nos deparar com fotografias maravilhosas em um site aqui outro acolá, mas tenho tentado me manter firme.

Outra amiga que também é noiva, e me conhece como sua própria mão me deu outro conselho valiosíssimo, mas que por enquanto não estou conseguindo cumprir, PARA DE FICAR VENDO A FOTO DO SEU VESTIDO OU DO TRABALHO DOS PROFISSIONAIS QUE CONTRATROU, POIS VOCÊ VAI ACABAR ENJOANDO.

A bem da verdade enjoar não seria a palavra certa, mas achar defeitos sim, quando olhamos muito para uma coisa sempre iremos encontrar um defeito pequeno aqui ou acolá uma coisa que não nos agrada tanto, mas nem havíamos percebido e isso vai gerar dúvidas sobre a sua escolha capazes de lhe fazer querer mudar tudo, pode ser só TPM ou TPC também, mas o certo é que deve se respirar pensar um pouco avaliar todas as outras alternativas e refletir se dentro da sua proposta você fez a escolha certa.

A maior verdade disso tudo é que você sempre deve observar as cláusulas de cancelamento nos contratos, pois se você realmente se arrepender, que essa má escolha pelo menos não pese muito no orçamento e seja passível de reparação.

Já posso dormir e acordar só no dia do casamento?!

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

A MATRIZ

Postado por Thábata Dantas 0 comentários
Minha querida tia Estela foi me ajudar a achar O vestido e ela teve a brilhante idéia de colocar em matriz as vantagens e características dos vestidos e pontuar as mesmas, isso mesmo nós pontuamos os vestidos e isso vale para qualquer item do casamento.

O conceito vem da engenharia, e podemos entender melhor com essa explicação do site Ebah onde o Marcos Vinicius explica o que é uma matriz:
 "Nesta situação, a decisão sobre a alternativa a ser escolhida torna-se difícil, a não ser que uma solução seja melhor que as demais de acordo com todos os critérios. Mas nem sempre isto ocorre.
Por exemplo, consideremos que em um determinado projeto tenhamos 3 alternativas e que estamos considerando 4 critérios de projeto. Como um primeiro passo, podemos estabelecer uma ordem de preferência entre as soluções segundo cada um dos critérios. Admita-se que ao efetuar a nossa avaliação relativa, tenhamos concluído que a alternativa A é superior às outras segundo os critérios 1 e 2, enquanto as alternativas B e C são, respectivamente, as melhores de acordo com os critérios 3 e 4. Será que podemos, então, selecionar a alternativa A como a melhor, porque ela leva vantagem em relação às demais em 2 critérios, e detalhar o projeto a partir dela? Será que não estamos fazendo uma escolha precipitada? Afinal de contas, pode ser que a alternativa A seja apenas ligeiramente melhor que as alternativas B e C segundo os critérios 1 e 2, e muito pior que elas de acordo com os outros critérios. Percebe-se assim que a escolha não é tão fácil. Certamente teríamos uma melhor condição de decisão se pudéssemos quantificar a nossa preferência em relação às alternativas para cada critério de avaliação. Mas existe um outro ponto a ser considerado. Será que todos os critérios têm a mesma importância? Ou será que um deles é preponderante? Quando um critério é predominante pode-se selecionar a alternativa que é melhor segundo este critério desde que ela seja meramente aceitável de acordo com os demais.
Os comentários acima conduzem a examinar um procedimento de avaliação que, ao levar em consideração um projeto com múltiplos critérios a serem satisfeitos, atribua pesos aos critérios, segundo a sua importância relativa, e notas às soluções para cada um dos critérios."
No caso dos vestido nós dividimos em leveza, caimento, etc e pontuamos de forma a ter um parâmetro para decidir além claro do fator custo benefício, mas o critério de desempate sempre era o preço cobrado.

Nós outros itens da festa essa matriz também pode ajudar pois dá para comparar os produtos de forma mais justa além de pesar somente o preço, que na maioria das vezes é crucial sim mas nem sempre será um fator de qualidade ou falta dela.

A matriz me ajudou com o vestido e tem me ajudado com outras itens.

Vale a pena tentar!!!

UM VESTIDO PARA O MEU CABIDE

Postado por Thábata Dantas 0 comentários
Há algumas semanas estava eu passeando por essas lojas que vendem de tudo e achei um cabide fofinho, de tecido com um preço quase de graça mega camarada, eu pensei vou comprar esse cabide e só vai faltar o vestido.

E então a busca pelo vestido mais importante e caro da minha vida começou.

E eu resolvi que iria mandar fazer, fomos no atelier da Carol Hungria, digo fomos, pois fui acompanhada das minhas fies escudeiras madrinhas, que inclusive uma delas também vai casar ano que vem. A Carol é uma querida, a casa onde fica o atelier é uma graça e super bem localizada no Jardim botânico.

Apesar de eu ter uma idéia do vestido na cabeça e de toda a atenção que a Carol dá do desenho a amostra dos tecidos, eu tremi de medo fiquei na dúvida se era esse o modelo que queria, se iria ficar bom em mim, então resolvi, precisava experimentar alguns vestido antes de fechar.

E assim lá fui eu para São Paulo tentar achar o vestido dos meus sonhos, e como meu tio/padrinho mora em Sampa e eu estou sempre por lá foi mais fácil decidir ir lá ver vestido.

Marquei em três lojas que revendem vestido importados, na primeira experimentei vários vestidos, inclusive um era exatamente igual ao que a Carol havia desenhado, ficou lindo me alongou e eu amei, mas a vendedora me convenceu de que com ele não cabia mantilha e não tinha off white, em fim ainda não era O VESTIDO, então lá fomos nós, eu, tia e afilhada para a segunda loja.

A loja, tirando a bizarrice que era a marcha nupcial tocando para eu sair do provador e o ar condicionado quebrado num dia de calor infernal em Sampa, é muito boa e tem uma diversidade imensa de vestidos. Escolhi alguns vestidos do catálogo para eu provar, mas o estilista, um figura, resolver trazer por conta e risco um vestido da coleção 2012 e que não estava no catálogo para mim e foi amor a primeira vestida.

O vestido é simplesmente lindo, o bordado, a renda, a mantilha, tudo perfeito e completamente diferente do modelo que eu iria mandar fazer. Ele me emagreceu me alongou e é bem prático para dançar, ganhou nota máxima em todos os quesitos, mas isso é papo para outro post.

Achei que para mim valeu bem a pena experimentar vários modelos antes de decidir, pois imagina se eu faço no escuro e não gosto do vestido. Tenho certeza que ia ficar com uma pulga atrás da orelha achando que podia achar O VESTIDO!

Então eu achei o vestido dos meus sonhos, e parei de ver vestidos, apaguei minha pasta de modelos no computador agora é partir para o próximo item.

Queria só fazer uma ponderação, eu fui para São Paulo ver vestido pois tenho disponibilidade de estadia e estou sempre por lá, mas apesar de lá ter uma infinidade de modelos bem maior que aqui no Rio, tirando as coisas esquisitas o preço não compensa tanto assim e ainda deve se colocar no papel o custo das voltas para prova, retirada e no caso de aluguel devolução do vestido! Então pensem bem pesquise antes por aqui para aí sim partir para Sampa para comprar/alugar um vestido por lá!

Esse vai ser com certeza o vestido mais caro que você vai comprar/alugar na vida, mas a sensação de encontrar o vestido dos sonhos simplesmente apaga todo o peso de seu preço!

E não gente essa foto não é do meu vestido!!

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

DICA DA NOIVA

Postado por Thábata Dantas 0 comentários


Busque conversar com todos os profissionais que você deseja contratar pessoalmente antes de fechar, pois a empatia é a alma do negócio!


Afinal ninguém vai querer passar um ano organizando o casamento ou passar o dia todo do seu casamento ao lado de um pessoa que seja chata, antipática, tenha uma voz insuportável ou se ache mais estrela que você a noiva! ; )

imagens:google

sábado, 17 de setembro de 2011

A MALDIÇÃO DA LISTA DE CONVIDADOS

Postado por Thábata Dantas 0 comentários
Ah a alista de convidados!
Nunca pensei que colocar no papel quem será convidado para compartilhar conosco o nosso dia seria tão complicado.
É difícil por que tem gente que se convida, tem gente que você se sente obrigado a convidar e tem gente que não tem como deixar de convidar, além é claro das pessoas que você realmente quer convidar! Daí você passar a agregar custos a pessoas, eu sei é muito ruim, mas infelizmente é assim que acontece, ainda mais com um valor absurdo por convidado e um budget limitado!
A lista acaba não sendo só dos noivos e seus pais acabam querendo chamar todo mundo, mas todo mundo mesmo e é ai, exatamente ai que a confusão começa.
Mas como fazer uma lista coesa?! Como chamar quem realmente faz diferença, tem importância na sua vida?!
Eu escutei isso de uma decoradora essa semana e achei perfeito, você daria na mão do seu convidado o valor que esta pagando para ele ir ao seu casamento?! Tá bom é meio radical eu sei, mas convenhamos, quem da sua lista você não se importaria de sair e ter que pagar a conta, quem da sua lista você faria questão de levar com você mesmo que tiver que bancar a pessoa a noite toda?! Achei bem valida essa reflexão!!
Então monte sua lista com todas as pessoas que você gostaria ou acha que deve chamar, depois vá cortanto ou marcando de amarelo igual a mim, conforme esses critérios abaixo, e depois se couber no seu budget vá adicionando uns ou outros
1 - Você tem o telefone desse convidado na agenda pessoal do seu telefone, se não ele não é tão seu amigo assim.
2 - Você gastaria em qualquer outra ocasião, com esse convidado o valor que vai pagar por ele no casamento?
3 - Ele te liga no seu aniversário para te dar os parabéns? (não vale as pessoas que são lembradas por esses sites de relacionamento)
4 - Você é convidado por esse convidado para os eventos dele?
Se a resposta das perguntas for NÃO você pode cortar, sem pensar que é seu amigo, vizinho e parente.
Difícil cortar tantas pessoas, mas no fim o bolso agradece! O ideal mesmo é manter a Lista de Convidados restrita às pessoas que realmente lhe interessam e são do seu convívio, assim vocês conseguirão equilibrar o orçamento.
E na boa se até o príncipe teve um casamento para poucos convidados quem sou eu para ser diferente!!

imagens:google imagens

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

A DECORADORA IDEAL

Postado por Thábata Dantas 0 comentários
Como se já não fosse difícil o bastante escolher qual decoração fazer no casamento eu ainda tenho q escolher quem vai executar essa árdua tarefa.
Sim árdua, pois além de ser o meu casamento, sou chaaata, o meu budget não é ilimitado pelo contrário é bastante limitado, então já viram né.
Como agregar beleza e valor?! Difícil tarefa, ainda mais com as flores "nobre" pela hora da morte, empresas que cobram um frete absurdo para os móveis alugados e cadeiras cujo o aluguel custam mais q o buffet.
Eu já pedi uns mil orçamentos de decoradoras, alguns me agradaram, outros não, e ainda tem os que me deixaram receosa. Afinal é o nosso grande dia e eu espero que tudo sai perfeito, e a decoração esteja bonita e barata, isso é pedir muito?!
Tem também a coisa de agregar decoração e cerimonial, será q vale a pena, pois quem vai fiscalizar o trabalho do decorador se ele também é o Cerimonialista?! Sei não fico com medo!
Tenho muitas reuniões pela frente e certamente muitas noites sem dormir até conseguir adequar meu sonho ao meu orçamento, mas até lá vou orçando e pesquisando referências, pois não há amigo melhor da noiva numa hora dessas que o Google!
E vocês tiveram dificuldades para escolher a decoração?! Acho q só eu sou assim, maldito ascendente em gêmeos! ; )

imagens:google

domingo, 11 de setembro de 2011

ESCOLHENDO OS FORNECEDORES

Postado por Thábata Dantas 0 comentários


Acho que uma das grandes dificuldades desse início dos preparativos é quem contratar, o mercado tem uma infinidade de profissionais a se oferecer para as noivas e prometer mundos e fundos! E a contratação de um profissional pode gerar o sucesso ou o fracasso do seu evento!

Mas como escolher, como saber quem é melhor para te ajudar a concretizar o seu grande dia?!

O caro é sinônimo de melhor e o mais barato é mais lucrativo? Nem sempre, o profissional muito estrelado pode querer aparecer mais que a noiva e o barato algumas vezes pode sair caro sim!!!

Eu tenho seguido um critério que para mim é primordial empatia! Como eu vou contratar alguém para o meu grande dia por melhor e mais gabaritado de ele seja se eu não gostar das pessoas?! Não rola, a gente precisa se identificar com o trabalho do profissional que estamos contratando.

Existe um milhão de fotógrafos no mercado, mas tem um que consegue captar o momento do jeito que você sempre imaginou, e o videógrafo, sempre tem aquele que vai saber extrair da festa as melhores imagens, ou no melhor estilo dos noivos!

Não tem como, para isso tudo acontecer tem que ter empatia, o profissional tem que estar na mesma sintonia dos noivos e entender a clima que eles querem dar a festa.

No mais vai aqui algumas dicas que eu tenho me utilizados para escolher os profissionais do grande dia:

1- Degustar, a palavra que eu mais gosto em todo esse processo, tem que degustar tudo mesmo comidas, doces, bebidas. Vá até os profissionais que você cotou veja os álbuns ou vídeos de um casamento real, visite as festas decoradas, não deixe nunca de conhecer o produto final! Procure informações sobre os profissionais entre seus amigos, nas redes sociais e em qualquer outro meio possível.

2- Como eu disse procure sempre ir ao encontro do profissional, é importante também saber onde o profissional tem um escritório/estúdio, pois caso ocorra algum problema você tem para onde recorrer.

3- O barato pode sair caro, preços muito abaixo do mercado podem ser uma furada, depois que essa onde de profissionais casamentícios tomou conta do mercado tem muitos amadores querendo apenas “fazer um dinheirinho extra”.Tome cuidado!

4- Rodadas de descontos, você precisa mesmo de tudo aquilo no seu casamento, são mesmo necessários tanto brindes e cacarecos?! Não né, mais uma vez o barato pode sair caro. É tudo tão barato e fácil que a gente acaba por impulso comprando tudo e gastando mais do que devia, daí o grande desconto acabou não servindo de nada!!!!

5- Exija SEMPRE a confecção e assinatura de um contrato, e coloque tudo que foi prometido pelo profissional no contrato, todos os “brindes”, extras e upgrades que ele te ofereceu devem estar descritos, assim você ficará resguardada caso ele não faça nada como prometido.

6- Se você não for contratar um serviço de cerimonial, alguns dias do casamento é bom ligar para todos os fornecedores para confirmar datas, horários e serviços contratados.

Acho que é isso, eu continuo na minha saga da igreja e agora de um milhão de profissionais que irão me ajudar a transformar sonhos em realidade, mas vamos que vamos!!!

imagens glooge
 

Tensão Pré Casamento Copyright © 2011 Design by Ipietoon Blogger Template | web hosting